Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Coronavírus

Concórdia tem quase dois mil recuperados; Brasil atinge 3 milhões de casos e 100 mil mortes

Santa Catarina teve 19 óbitos, um dos menores números dos últimos dias.

Por Luan de Bortoli
08/08/2020 às 18h29 | Atualizada em 09/08/2020 - 18h30


Concórdia registou cinco novos casos do coronavírus nas últimas 24 horas, conforme informou a administração municipal em seu obletim epidemiológico divulgado na noite deste sábado. No total, Concórdia agora tem 2.096 casos da doença. São três mulheres e dois homens entre 21 e 70 anos.

A prefeitura também informou que neste sábado o município não teve registro de novos casos suspeitos. No total, o município tem 28 pacientes aguardando exames. A boa notícia é que Concórdia teve 38 recuperados em 24 horas, chegando a quase dois mil nesta condição.

Amauc

Os municípios do Alto Uruguai Catarinense chegaram a um total de 3.387 pacientes diagnosticados com o novo coronavírus enste sábado, conforme o boletim divulgado pela Amauc. Foram 60 casos nas últimas 24 horas. A região tem 3.174 pacientes recuperados, 192 ainda em tratamento e 21 óbitos. 

Santa Catarina

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde, contabiliza um total de 104.749 casos confirmados de Covid-19, dos quais 91.116 já estão recuperados e 12.241 permanecem em acompanhamento. Desde o início da pandemia, 1.419 óbitos foram causados pelo novo coronavírus. Com isso, a taxa de letalidade é de 1,35%. Foram 19 óbitos e 2,3 mil casos em 24 horas.

São 293 as cidades catarinenses com pelo menos um caso confirmado e 172 as que já registraram óbitos. O local com a maior quantidade é Joinville, que contabiliza 8832 casos, seguida por Blumenau (6241), Balneário Camboriú (4862), Florianópolis (4606), Chapecó (4325), Itajaí (3995), Criciúma (3250), Brusque (3165), São José (3020) e Palhoça (2897).

A taxa de ocupação dos leitos de UTI pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Santa Catarina é de 78,9%. Isso significa que, dos 1.422 leitos existentes no estado, 300 estão vagos e 1.122 estão ocupados, sendo 509 por pacientes com confirmação ou suspeita de Covid-19.

Brasil

Já o Brasil atingiu neste sábado marcas emblemáticas na pandemia. São 3.012.412 casos do novo coronavírus e um total de 100.477 óbitos em decorrência da doença. Nas últims 24 hors foram 49.970 casos e 905 óbitos, conforme dados do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass). No país, são mais de 2 milhões de recuperados.

A primeira vítima foi uma mulher de 57 anos, que morreu em São Paulo em 12 de março - a morte foi divulgada no dia 17 daquele mês. Desde então, foram menos de cinco meses até a marca de 100 mil mortes. A Covid-19 deixou mortos em 3.692 dos 5.570 municípios brasileiros, ou 66,2% do total.

O Brasil é o segundo país em todo o mundo a atingir esse indicador com o Covid-19: em maio, os Estados Unidos chegaram a mais de 100 mil mortos, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins. Hoje, são mais de 160 mil vítimas nos EUA. Da primeira morte, em fevereiro, à de número 100 mil, em 27 de maio, se passaram pouco mais de três meses.

Os números que colocam o Brasil em destaque negativo já superam o total de mortos em eventos como a Gripe Espanhola e a Guerra do Paraguai. Em outro comparativo, é possível apontar que apenas 324 dos 5.570 municípios brasileiros tinham, em 2019, mais de 100 mil habitantes, segundo o IBGE.






SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM