Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Geral

1º semestre de 2020 é um dos mais secos de Concórdia na década

Quantidade ficou 21% abaixo da média do período.

Por Luan de Bortoli
12/08/2020 às 06h20 | Atualizada em 12/08/2020 - 07h45


Os primeiros seis meses de 2020 em Concórdia tiveram uma quantidade de chuva 21% menor do que a média do período da última década, conforme apontou um levantamento realizado pela reportagem da emissora com base nos dados da estação agrometeorológica da Embrapa Suínos e Aves. Isso ajuda a explicar a intensa estiagem que atingiu o município.

Conforme os dados, o primeiro semestre do ano teve 801 milímetros de chuva, enquanto que a média dos últimos dez anos, para os seis primeiros meses do ano, é de 1.017 milímetros. Foi o terceiro período mais seco, atrás de 2018 e 2012. Na década, o primeiro semestre mais chuvoso foi 2014, de acordo com os dados da estação da Embrapa.

A seca começou no fim do ano passado e, conforme o ano passou, ela se acentuou. Em janeiro, a quantidade de chuva ainda foi boa, com 173 milímetros, mas ela foi mal distribuída. A partir de fevereiro, a precipitação caiu bastante, ficando entre as piores da história do município, e só voltaram a se regularizar de fato em junho. 

Porém, o restante do ano não deve ter o problema resolvido. Os últimos doze dias, ou seja, entre o fim de julho e início de agosto, foram de dias secos, sem chuva. E isso fez com que Concórdia voltasse à classificação de estiagem para a Epagri/Ciram. Conforme os relatórios do órgão, dos seis pontos monitorados, um estava em emergência (na Rua Osvaldo Zandavalli) e outros três no estágio de atenção para estiagem. Apenas dois pontos estavam normais.

No entanto, uma boa notícia para o restante da semana. A previsão do tempo aponta que Concórdia terá um período de chuva nos próximos dias. De quarta até o fim de semana, há indicativo de algumas ocorrências, de, pelo menos, pancadas, que devem contribuir com a situação. Depois disso, a temperatura deve cair.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM