Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Justiça

No mês que vem tem júri de tentativa de homicídio ocorrido em Concórdia

São dois réus e crime foi com pedradas, socos, chutes e facadas.

Por Marcos Feijó
20/10/2020 às 14h53 | Atualizada em 21/10/2020 - 07h30


Está marcado para o dia 18 de novembro, uma quarta-feira, o julgamento popular do homem E.J.T e da mulher A.R.M, acusados de homicídio duplamente qualificado na forma tentada  e corrupção de menores. Ambos são  denunciados de, junto com um menor de idade, atentarem contra  o homem J.C.B. O crime, conforme os autos, com pedradas, socos, chutes e três golpes de faca, ocorreu no dia 31 de maio de 2018 na rua Victor Sopelsa no bairro Parque de Exposições. 

Leia a matéria, Rural e 96,  quando do indiciamento do caso, na fase policial: 
A Polícia Civil de Concórdia, através da Divisão de Investigação Criminal de Fronteira (DIC/Fron), concluiu o Inquérito Policial instaurado para apurar a prática, em tese, do crime de homicídio doloso na forma tentada, ocorrido no dia 31/05/2018, na Rua Victor Sopelsa, Bairro Parque de Exposições, em Concórdia, praticado em face da vítima J.C.B. 

Após tomar conhecimento dos fatos, a equipe de investigação da DIC/Fron de Concórdia iniciou a investigação e, após algumas diligências, identificou três das quatro pessoas envolvidas no delito, as quais agrediram ofendido com pedradas, socos, chutes e três golpes de faca.

Os autores E. J. T. (36 anos) e A. R. M. (23 anos) foram indiciados pela prática do crime de homicídio duplamente qualificado na forma tentada, pelo motivo fútil e pelo recurso de dificultou a defesa do ofendido (art. 121, § 2º, incisos II e IV, c/c art. 14, inc. II, ambos do Código Penal), assim como pela prática do delito de corrupção de menores (art. 244-B da Lei nº 8.069/90), tendo em vista que um dos agressores era um adolescente de 16 anos.

Mais 2 julgamentos:

Para o dia 2 de dezembro haverá júri de tentativa de feminicídio no Frei lency II ocorrido em fevereiro de 2019. E no dia 10 de dezembro julgamento de tentativa de homicídio no Frei Lency em setembro de 2017.

Todas estas sessões serão sem a presença de público devido aos protocolos pelo coronavírus. 





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM