Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Geral

Concordiense é sequestrado e morto no Paraná

De acordo com a polícia, assaltantes entraram na propriedade da família e levaram documentos.

Por Luan de Bortoli
27/10/2020 às 11h26 | Atualizada em 28/10/2020 - 12h21


Foi encontrado, na manhã do último domingo (25), o corpo do homem que tinha sido levado como refém por assaltantes que invadiram a casa dele, em Rio Bonito do Iguaçu, no sudoeste do Paraná. O corpo de Ênio Pasqualin, de 48 anos, foi encontrado em uma estrada rural da região.

Conforme as informações apuradas pela reportagem da Rural e 96, o homem era natural do interior de Concórdia e tem família que reside no município. Ele era militante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

A polícia informou que dois homens armados invadiram a casa na noite de sábado (24), na Linha Assentamento Ireno Alves, renderam a família que estava na casa, roubaram documentos, dinheiro e celulares e fugiram do local com uma caminhonete da família, levando o dono da casa como refém.

De acordo com a PM, a vítima já tinha sido baleada durante o assalto, mas foi levada da casa ainda com vida. O corpo da vítima foi levado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Pato Branco, também no sudoeste do estado. Segundo a família dele, Ênio foi morto a tiros.

Até a manhã deste domingo, nenhum suspeito havia sido preso. O caso é investigado pela Delegacia de Laranjeiras do Sul.

O que diz o MST

Em nota, o MST disse que Ênio era coordenador de base a dirigente estadual do MST Paraná e que participou de diversas atividades e ocupações de terra na região de Rio Bonito do Iguaçu.

"Ênio Pasqualin sempre foi um camponês aguerrido na luta. À família e aos companheiros e companheiras enlutados os mais profundos sentimentos do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ", diz trecho da nota.

Fonte: G1





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM