Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Justiça

Alegação de tentativa de homicídio em barreira policial será julgada no dia 26

E o caso Ingra está em processo de encaminhamento para júri.

Por Marcos Feijó
11/01/2021 às 14h31 | Atualizada em 12/01/2021 - 07h29


O primeiro júri popular de 2021 no Fórum de Concórdia será no dia 26 deste mês. Trata-se de réu preso e pronunciado por homicídio na forma tentada, ocorrência de 7 de outubro de 2019 no Distrito de Tamanduá. Consta que a Polícia Militar realizava barreira nesta localidade devido a um roubo praticado contra uma mulher na área urbana da cidade. Durante este trabalho de buscas, conforme um policial militar que estava na barreira, automóvel Gol conduzido por este réu furou o cerco e assim poderia ter o atropelado.  

O julgamento popular do homem de iniciais D.G.B , no dia 26, uma terça-feira, começará às 9 horas e não terá a presença de público devido aos protocolos de segurança da pandemia da Covid. A reportagem da Rural/96 conversou com a advogada que fará a defesa. Ela terá como uma das teses a negativa de autoria. 

Ainda sobre a primeira ocorrência, assalto contra mulher na rua Francisco Magnani, Nações, consta elementos que estavam em um Gol cometeram o crime e que a fuga se deu em direção a região de Tamanduá. E que depois do primeiro cerco houve perseguição e abordagem. Três indivíduos foram presos, mas dois reconhecidos. Havia no carro a carteira da vítima. E , então, vai para o  júri, através da denúncia de homicídio tentado na barreira, contra o PM, o motorista do carro. 

Caso Ingra: 
Um dos próximos júris será do homem que esfaqueou a ex-companheira na rua do Comércio, em Concórdia,  no dia 4 de fevereiro de 2020. O caso Ingra. Ele que se apresentou dois dias depois, mas acabou liberado. Porém no dia 7 foi detido através de um mandado e aguarda preso o julgamento. Restam alguns detalhes para que este tribunal do júri seja marcado. 






SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM