Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Coronavírus

Vacina da Oxford/AztraZeneca deve chegar a Concórdia na manhã de segunda

SC recebeu 47.500 doses, menos do que o primeiro lote, da Coronavac.

Por Luan de Bortoli
23/01/2021 às 18h07 | Atualizada em 24/01/2021 - 10h22


Santa Catarina recebeu 47.500 doses da vacina contra o coronavírus da Oxford-AstraZeneca, desenvolvida na Índia em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), informou a Secretaria Estadual de Saúde (SES). Apesar da Fundação ter divulgado que o envio dos 2 milhões de frascos ocorreria neste sábado a todos os cantos do país, a assessoria da SES explicou que para Santa Catarina o transporte acontece neste domingo, dia 24. O voo chegou às 08h40.

O lote sairá de São Paulo em um avião por volta das 7h30min. Quando aterrissar em solo catarinense, fará o mesmo trajeto da vacina CoronaVac na semana passada: vai ao centro de distribuição em São José, na Grande Florianópolis, para separação aos municípios. Depois, a remessa é transportada às regionais para então ser distribuída às cidades. Desta vez, o governo do Estado não fará solenidade com vacinações simbólicas. 

Ainda não há definição de quantas doses cada um dos 295 municípios receberá e do dia em que sairão de São José, mas a expectativa é que a operação ocorra no começo da próxima semana. Assim como a CoronaVac, o imunizante da Fiocruz precisa de duas aplicações. O intervalo entre elas é de 12 semanas. 

Conforme informações apuradas pela reportagem da Rural e 96, os imunizantes deverão chegar a Concórdia para serem distribuídos aos municípios que compreendem à regional de saúde na manhã desta segunda-feira, dia 25, mas sem horário definido ainda. Novamente será por transporte aéreo, no aeroporto municipal. Elas serão levadas à Gerência Regional de Saúde.

A definição de quantas doses cada cidade receberá deverá ocorrer entre este domingo e segunda-feira. Mas como a quantidade é menor do que a da vacina coronavac, a tendência é que a região receba menos que o primeiro lote, que foi de 1320 imunizantes.

— Com essa vacina a gente tem proteção 22 dias após a primeira dose, mas é importante que o reforço seja tomado e que ocorra três meses depois da primeira dose, para não sobrecarregar nosso sistema — disse a coordenadora dos centros de pesquisa da vacina de Oxford no Brasil durante a coletiva de imprensa na tarde deste sábado. 

As vacinas vindas da Índia chegaram ao país na noite desta sexta-feira (22). Da Base Aérea, seguiram em caminhões refrigerados para o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos para checagem de qualidade e segurança, além de rotulagem, com etiquetagem das caixas com informações em português.

Fonte: Com informações da NSC Total





01 COMENTÁRIO - Deixe também o seu Comentário



Douglas Francisco comentou em 24/01/2021 as 17:00:21
Bora usar todas as vacinas perfeito. 3 meses pra segunda dose já vai ter chegado as outras. Vários lugares do mundo vem fazendo isso...




VEJA TAMBÉM