Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Coronavírus

SC tem mais de oito mil vacinados contra a covid-19

Dados são das maiores cidades catarinenses. O número total tende a ser maior.

Por Luan de Bortoli
24/01/2021 às 06h30 | Atualizada em 24/01/2021 - 08h34


As cinco maiores cidades de Santa Catarina vacinaram 8.412 pessoas contra a Covid-19 até esta sexta-feira (22). Os dados foram divulgados pelas prefeituras. Florianópolis, que deu início à imunização na terça-feira (19), é o município que mais imunizou entre o grupo com 2.930 pessoas vacinadas. 

A Secretaria de Estada Saúde (SES), responsável pela distribuição das doses, não tem o total de vacinados no Estado. O mesmo acontece com o Ministério da Saúde que só disponibiliza informações sobre o total de vacinados até terça-feira. 

O total, no entanto, deve ser bem maior que este, já que o estudo da NSC Total leva em conta apenas as cinco maiores cidades de Santa Catarina. A regional de saúde de Concórdia, que compreende 13 municípios, recebeu cerca de 1320 doses, e até sexta havia vacinado pouco mais de 900 pessoas, conforme levantamento da reportagem da Rural-96.

A SES informou que aguarda o Ministério da Saúde disponibilizar dados sobre os vacinados. No site lançado pelo órgão para o acompanhamento da imunização, Santa Catarina aparece como o terceiro estado com mais doses aplicadas, perdendo apenas para o Paraná e a Paraíba. O dado, contudo, está defasado indicando apenas 300 vacinas utilizadas. 

Sem uma base de dados nacional, alguns municípios passaram a divulgar por conta própria o andamento da vacinação. Em Florianópolis, a prefeitura lançou nesta sexta-feira, o vacinômetro. A plataforma informa que a Capital já imunizou 2.930 pessoas, o que representa 59% do total de doses recebidas pelo Estado. A Capital vacinará idosos institucionalizados e profissionais de saúde. 

Em Blumenau a prefeitura passou a divulgar boletins diários com a atualização das doses. Até esta sexta-feira, 725 pessoas já tinham sido imunizadas. Assim como Florianópolis, Blumenau recebeu doses apenas para profissionais de saúde (2.900) e idosos em asilos (541).

A prefeitura de Joinville informou que nos primeiros dias de vacinação 2.224 pessoas foram imunizadas. Este número representa 39,5% das 5.624 doses que foram enviadas para a Secretaria Municipal da Saúde. O primeiro lote contempla os profissionais da saúde que atuam na linha de frente no combate à Covid-19 e os assistidos pelas Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs).

Em São José, na Grande Florianópolis, foram imunizadas 1.738. Do total, 1.174 foram destinados a profissionais da Saúde e as outras 564 aos idosos institucionalizados. O município recebeu um total de 3.837 vacinas. 

Já Chapecó, divulgou dados sobre a vacinação até sexta-feira, não incluindo as pessoas que foram vacinadas no dia. Ao todo, foram aplicadas 795 doses. A cidade recebeu 3.367 doses, o que segundo a prefeitura, é suficiente apenas para os profissionais de saúde que atuam nas alas de Covid, dos idosos do centro de convivência municipal e indígenas. 

Municípios já encerraram a vacinação 

Após a chegada das primeiras doses, todos os 295 municípios catarinenses já receberam as primeiras vacinas contra a covid-19. Os 144 mil imunizantes foram distribuídos na terça-feira (19) e muitos municípios já começaram a vacinar. A expectativa agora é para a chegada ao Estado de parte dos 2 milhões de doses da Oxford, importadas da Índia e de mais doses da CoronaVac.

As vacinas chegaram ao Estado na segunda-feira (18) e as doses foram levadas em caminhões e em um avião às 17 regionais de saúde. A partir dos locais, os imunizantes partiram rumo aos municípios. O Estado previu as vacinas para três públicos prioritários: profissionais de saúde, idosos institucionalizados e povos indígenas. O governo admitiu que os imunizantes são capazes de atender apenas 30% dos profissionais de saúde neste primeiro momento. 

O plano estadual de vacinação previa a aplicação de doses da vacina em idosos com mais de 75 anos, pessoas com mais de 60 anos institucionalizadas, profissionais da saúde e indígenas. Contudo, com a quantidade de doses que chegaram a SC houve uma nova estruturação, privilegiando a área da saúde. 

No menor município de Santa Catarina, Santiago do Sul, foram recebidas apenas 13 doses de vacina, que foram aplicadas em dois dias. Os imunizantes vieram da regional de Saúde de São Lourenço do Oeste ainda na terça. Sem hospitais, a cidade conta apenas uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e tem cerca de 30 profissionais. A secretaria optou por vacinar quem tinha contato mais próximo com os doentes e espera mais vacinas para "efetivamente acontecer essa imunização”.

— Agora a preocupação é com os demais profissionais e os segundos grupos que vem logo em seguida. Nossos idosos e assim por diante. A esperança chegou, mas foi muito pequena. A gente tem uma expectativa muito grande para os próximos lotes para efetivamente acontecer essa imunização que tanto foi divulgada — disse o secretário de saúde Alacir Durante.

Em Paial, município do Oeste, foram 14 as doses recebidas. A cidade de 1.763 habitantes, espera o retorno de viagem de uma técnica de enfermagem para concluir a aplicação das primeiras doses recebidas. A campanha conseguiu vacinar até agora quatro técnicas, dois enfermeiros e 1 médico, que atuam na linha de frente. As demais doses, explicou a secretária de Jandira Maria Franz, foram usadas nos outros profissionais da UBS. 





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM