Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Geral

Diálogo e amor ao próximo são os focos da Campanha da Fraternidade 2021

Pároco da Igreja Matriz comenta tema deste ano.

Por Luan de Bortoli
22/02/2021 às 06h06 | Atualizada em 22/02/2021 - 14h07


Foi lançada na última quarta-feira, dia 17, pela conferência nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic), a Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2021, que tem por objetivo promover o diálogo "para superar as polarizações e as violências que marcam a comunidade mundial".

A Campanha deste ano tem como tema "Fraternidade e Diálogo: compromisso de amor'' e o lema é “Cristo é a nossa paz: do que era dividido, fez uma unidade”. Focada na solidariedade, diálogo e amor ao próximo, a campanha deste ano também identificou objetivos específicos a serem colocados em prática durante o período da Quaresma.

Entre eles, denunciar a violência contra as pessoas e povos, especialmente, daqueles que usam o nome de Cristo e promover a conversão da cultura do amor entre as pessoas. Além disso, a agressão contra mulheres, negros, indígenas e a comunidade LGBTQI+ e a "negação da ciência" foram pontos criticados pela campanha deste ano.

O Frei José Idair, pároco da Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário, comenta sobre o tema. “Qual é o significado dessa confissão de fé em tempos como estes que estamos vivendo, caracterizado por conflitos, violência, racismo, xenofobias? Como anunciar a boa nova de Jesus Cristo? Refletindo sobre possíveis caminhos para diálogos e construção de ponte de amor e paz em lugar de muro de ódios, queremos explicitar os sinais da nova humanidade nascida em cristo que está presente entre nós.

O Frei lembra que a Campanha da Fraternidade não se sobressai à Quaresma. “A Campanha não substitui quaresma, ela não é mais importante que a quaresma. É a partir da Quaresma que a campanha é lançada como reflexão, que deve chegar a gestos concretos de dia´logo e promoção da paz, luta pela justiça. É bom frisar que a temática do diálogo isso não é coisa nova para nossas comunidades”.

Criada em 1962, a Campanha da Fraternidade marca o início da Quaresma, período de 40 dias que separam o Carnaval e a Páscoa, durante o qual fiéis de igrejas cristãs – como Católica (especialmente), Ortodoxa, Anglicana e Luterana – fazem penitências, orações e reflexões. O período também é marcado como tempo de conversão de não cristãos em seguidores de Jesus Cristo. 





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM