Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Saúde

Concórdia tem mais três casos suspeitos de dengue

Município já se aproxima dos 800 focos em 2021, mais da metade de todo o ano passado.

Por Luan de Bortoli
23/02/2021 às 06h35 | Atualizada em 23/02/2021 - 18h54


A quantidade de focos do mosquito Aedes aegypti, que transmite doenças como dengue, chikungunya e zika, não para de aumentar em Concórdia. Beirando os 800 vetores, o município já chega à marca de 785 focos do inseto em menos de dois meses de 2021. Os dados são do relatório da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), divulgado nesta segunda-feira, dia 22.

Conforme a Dive, somente em fevereiro, são 339 focos até este momento. No ano passado, o segundo mês do ano havia registrado 277 focos no total. Ainda de acordo com os dados do relatório, a reportagem apurou que em menos de uma semana, entre quarta-feira da semana passada, até esta segunda, foram encontrados 72 focos em Concórdia.

O total de 785 focos localizados neste ano, em pouco mais de 50 dias, só foi alcançado no ano passado no mês de julho, ou seja, em mais de seis meses, o que mostra como se agravou o problema em 2021. O número de vetores localizados neste ano também já se aproxima ao total encontrado em todo 2020. No ano passado, foram 1.235 vetores em Concórdia.

O município já tem dois casos confirmados de dengue, ambos autóctones, ou seja, contraídos dentro da cidade. E, conforme a vigilância epidemiológica, nesta segunda-feira, mais três pessoas apresentaram os sintomas de dengue e são considerados suspeitos – os três do bairro Nazaré. Os exames foram enviados ao Laboratório Central de Florianópolis.

O município está em alerta para a possibilidade de ocorrência de uma epidemia de dengue pela grande quantidade de focos presentes, conforme a equipe da vigilância epidemiológica. Concórdia é considerada infestada pelo mosquito desde 2019 e, pelo menos, 11 bairros também já são classificados como infestados.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM