ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




SOBRE NÓS

Foi no Rio de Janeiro, em 1923, que Roquete Pinto e Henrique Moritze fundaram a primeira Rádio no Brasil, ou seja, a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro. Desde então, o Rádio tem se transformado num dos maiores meios de transmissão de informações popular. 

Em Concórdia, o senhor Caetano Chiuchetta, foi quem comprou o primeiro aparelho de rádio da região, o qual foi instalado em sua bodega (bar). Muita gente que entrava lá queria saber quem estava falando dentro daquela máquina:" Uma máquina que fala e ainda canta?". Comentavam os curiosos. "Aonde esse mundo vai parar"?, comentavam as comadres que se arriscavam a entrar na bodega, só para ouvir aquilo. 

Mais tarde foi instalado um alto-falante na janela da bodega, para que as mulheres também pudessem ouvir, já que, na bodega só entravam homens. Com o sucesso, logo surgiu a idéia de Concórdia também contar com uma emissora de rádio. E quando o município de Concórdia completava 15 anos ganhava sua primeira emissora de rádio que operava com 100 Watts de potência num velho casarão onde hoje, é o Hotel Dom Pita. Na época a rádio pertencia ao grupo IOSP, uma empresa que trabalhava no ramo madeireiro. 

Em Julho de 1949 o sonho tornou-se realidade, indo ao ar em caráter experimental a primeira rádio da região, cujo proprietário era o Dr. Tássito Kreimer (na época dono do Hospital São Francisco), tendo como gerente o Sr. Edmundo de Menezes, sogro do senhor Tássito. No dia 13 de Março de 1950 foi inaugurada a primeira rádio no município de Concórdia com o prefixo ZYX - 3, Rádio Sulina LTDA, que operava na freqüência de 1.280 Khz, onde hoje é a farmácia Nossa Senhora do Rosário. 

Em 1954 a Rádio foi adquirida pelo médico Diomar Kraemer e passou a se chamar Rádio Difusora, localizada onde atualmente é a loja Pittol. A Rádio Rural de Concórdia LTDA surgiu em 05/04/56, quando a potência passou para 250 Watts e a freqüência para 840 khz e prefixo ZYT - 33. 

Esta nova emissora foi inaugurada em 27/03/57. Em 1960, os estúdios foram transferidos para a Rua do Comércio no Prédio Dogelo Goss ali ficando até 1979, época em que sua programação estava mais voltada para o meio rural com os programas da Sadia, Associação Rural, ACARESC, e outras entidades agropecuárias. Em 1978 os sócios cotistas da Rádio Rural decidiram doar todo o patrimônio da Empresa à Fundação Attilio Francisco Xavier Fontana que passou a administrar a emissora. 

O novo prédio foi construído onde atualmente funciona a Rádio e a potência passou para 5 KW. Em 06/08/81 surgiu a Fundação Rádio Rural cujos patrocinadores eram a FAF e a empresa Sadia. 

Em 1982 a Rádio começou a operar com 10 KW de potência, com sua programação voltada quase que exclusivamente ao meio rural. Na época Concórdia contava com 48.000 habitantes. Dentre os primeiros comunicadores destacamos Valdemar Stefaner, Udo Leal, Orestes Perotto, Mauro Muniz e revelou um dos maiores repentistas do país, o Garoto de Ouro. Atualmente, a Rádio possui como sócios os senhores Lirio Zonta, Nauro Jasper, Nelso Bonissoni e Alberto Stringhini, e 24 funcionários. 

O Rádio além de transmitir informações, notícias, recados, anúncios e outros tantos, tem o poder de influenciar nas decisões diárias das pessoas, pois ajuda decidir o que comprar, onde ir, em fim , alerta os sentidos e a imaginação das pessoas. Tem um importante papel na consolidação da cultura e na própria formação da sociedade, bem como na educação das pessoas. 

É sem dúvida um dos mais importantes meios de comunicação entre os povos. Além da informação e entretenimento, o rádio é um prestador de serviços e utilidade pública das comunidades que aproxima as pessoas, cativa, diverte, orienta, alerta e também educa. Sendo assim, pelo poder que o rádio tem, fica claro que deve ser usado adequadamente, sempre na busca do bem estar das pessoas, e das comunidades.




© - Ideia Good - Soluções para Internet