Rádio Rural AM 840

COLUNA DO LUÍS LONGHINI

Luis Longhini


Julia Trindade da dicas para manter a saúde mental em dia não só em tempos de pandemia. Veja!

Por Luís Longhini
Entrevista
23/03/2021 às 10h20

FLORIANÓPOLIS – A pandemia da Covid-19, que completou um ano, despertou ainda mais a preocupação e atenção que deve ser dada para a saúde mental. Para a psiquiatra Julia Trindade, que atua na Clínica Ancré, em Florianópolis, esse realmente é um momento muito difícil, e segundo ela, é natural que muita gente esteja angustiada, principalmente por não ter o controle da situação.

Não conseguimos resolver isso, mas podemos usar o tempo de isolamento em casa para colocar em prática algumas ações para se sentir melhor. E nesse processo uma das primeiras coisas a se fazer é aceitar o que a pessoa está sentindo –, destaca.

De acordo com a psiquiatra, tá tudo bem assumir os sentimentos, seja estar mais angustiado hoje ou chateado em outro dia. Ao aceitar isso, a pessoa consegue compreender o que está sentindo e vai em busca de atividades que possam melhorar o astral.

E pequenas ações podem ajudar a amenizar essa situação. E para isso, Julia elencou cinco dicas que podem trazer mais leveza e manter a saúde mental em dia:

Curta o banho: Preste atenção no som da água caindo do chuveiro, esteja presente e sinta a sensação agradável do momento. Não precisa ser um banho demorado, pode ser um rápido mesmo, o importante é estar conectado com o momento.

Beba água: Muitas pessoas nem sabem, mas esquecer de tomar água pode causar irritabilidade e aquela sensação de cansaço. Isso ocorre quando o corpo fica desidratado e afeta a nossa capacidade de concentração e humor. Por isso, tomar água é importante, inclusive para a saúde mental.

 Olhe para o céu: Aproveite para olhar para o céu e veja como ele vai mudando ao longo do dia, de onde o sol nasce e de qual lado ele se põe.  Perceba as nuvens, a chuva e tenha uma visão diferente a cada momento. Isso pode ajudar bastante também.

Mantenha conexões: Faça contato com alguém que você não fala há muito tempo, pode ser uma pessoa que faz parte da sua vida, como também alguém que você tenha perdido o contato. Estimular e manter essas novas conexões é algo que ajuda na saúde mental.

Diminua os estímulos: Desative as notificações do celular, feche o computador, tenha um momento sem esse estímulo. Muitas vezes, ao entrar na internet você começa a ler uma notícia ruim atrás da outra, liga a televisão, e assim vai. Por isso, tentar diminuir esses estímulos é uma boa estratégia.

Essas são algumas sugestões que buscam trazer um momento de reconexão consigo mesmo. E caso a pessoa perceba que não está dando conta e que não está se sentindo feliz, a médica orienta que seja procurada uma ajuda especializada.

Fonte: Luís Longhini, com Juliano Zanotelli





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR






VEJA TAMBÉM