Rádio Rural

OPINIÃO

LUAN DE BORTOLI




Vacinação contra a covid em crianças: sim ou não?

Imunização, que não é obrigatória, se tornou polêmica no Brasil, enquanto outros países já vacinam os pequenos
Adicionado em 24/12/2021 às 09:22:00

E a situação de repete. Assim como foi no início da Campanha Nacional de Vacinação contra a covid-19, lá no início do ano, agora, com a imunização de um novo grupo, composto pelas crianças de 5 a 11 anos, há divergências que partem diretamente do governo federal e do Ministério da Saúde e se proliferam em uma parcela da população.

É uma discussão desnecessária, pra dizer o mínimo. São vários os fatores que vão contra esta negativa e dúvida para o início da vacinação do novo grupo. A imunização não é obrigatória. A vacinação em todos os demais grupos já se mostrou segura. Os resultados estão bem claros e justificados. E, pra finalizar: os imunizantes passaram por inúmeros testes e já são usados em diversos países.

O argumento de que os pais precisam decidir se vão ou não levar as crianças para se vacinar não tem muito sentido. É muito mais do que óbvio, partindo da premissa de que a vacinação não é obrigatória, de que os pais é que vão definir sobre a aplicação ou não das doses. Dificilmente, a criança de cinco anos chegará até o posto de vacinação sozinha, por livre e espontânea vontade.

A segurança atestada em inúmeras pesquisas da farmacêutica Pfizer, e endossada pela Anvisa e dezenas de outros órgãos sanitários mundo afora, é alta. Pelo menos 20 países já aplicam doses neste grupo. Não se trata, mais uma vez, de uma vacina experimental que usa crianças como cobaias. Este foi o mesmo discurso lá do início.

E mais que isso, conforme autoridades técnicas da área, a vacinação neste grupo é altamente necessária para atingir o número ideal para chegar à famosa imunidade de rebanho – mais ainda agora, diante da nova variante ômicron e das diversas mortes de crianças por conta da doença.

Essa discussão toda poderia ter sido abreviada lá no início, liberando de uma vez o início da vacinação, dando a já famosa liberdade para que os pais levem ou não – e considerando o número de vacinados no país, certamente 80% deles autorizaram a imunização, número também atestado por pesquisa da Fiocruz. Mas e você, é contra ou a favor à vacinação neste público?

Imagem: iStock  





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

20

Mai
Luan de Bortoli

Falta entendimento e sobra ignorância

Não quero ser repetitivo, e o assunto da coluna de hoje até seria outro bem diferente. Mas, eventualidades do jornalismo fazem isso. E diante da assustadora informação repassada pela secretária de saúde de Concórdia nesta semana, não há como ser...

Leia mais

13

Mai
Luan de Bortoli

Sem monotonia e mais conectado

//// Nesta semana, o governo do Estado anunciou o repasse de mais uma remessa de novos computadores para várias escolas de Santa Catarina, entre elas, algumas de Concórdia. Os equipamentos vão compor os laboratórios de informática das instituições de...

Leia mais

06

Mai
Luan de Bortoli

Falta humanidade e sobra desprezo

O tema da coluna de hoje talvez se torne polêmico pela visão diferente de um fato que é apenas isso, um fato: o racismo. De um lado, vai haver quem diga que o Brasil não é um país racista e de outro, quem entende que a problemática é real. O que...

Leia mais

29

Abr
Luan de Bortoli

O ano da mentira

A coluna de hoje é, acima de tudo, um alerta para a estarmos cada vez mais atentos ao que consumimos e compartilhamos. 2022 tem tudo para ser o ano da mentira. Pelo menos, no âmbito das notícias falsas. As já conhecidas fake news, que são informações...

Leia mais

22

Abr
Luan de Bortoli

Deixar pra depois pode ser tarde demais

O que está acontecendo com a vacinação contra a covid-19 em Concórdia? Levantamentos recentes feitos pela reportagem da emissora mostra quem está caindo a procura pela imunização contra o coronavírus. Os números estão caindo semanalmente e apontam...

Leia mais