Rádio Rural

OPINIÃO

LUAN DE BORTOLI




Deixar pra depois pode ser tarde demais

Baixa adesão à vacinação (3ª e 4ª doses) expõem um problema e deixa em risco trabalho feito até aqui.
Adicionado em 22/04/2022 às 09:41:31

O que está acontecendo com a vacinação contra a covid-19 em Concórdia? Levantamentos recentes feitos pela reportagem da emissora mostra quem está caindo a procura pela imunização contra o coronavírus. Os números estão caindo semanalmente e apontam para uma situação que pode prejudicar todo um trabalho de mais de um ano.

O mais preocupante de tudo é em relação às etapas finais da vacinação. Tanto a terceira dose quanto a quarta estão com números bem abaixo do que é considerado ideal. Há algumas semanas, a prefeitura já havia manifestado preocupação em relação ao desinteresse da população-alvo em receber a imunização.

Até agora, pouco mais da metade do público que faz parte do grupo autorizado recebeu a terceira dose em Concórdia. Não chega a 35 mil o número de concordienses imunizados com o reforço, quando, na realidade, cerca de 56 mil moradores já poderiam estar com ela em dia, e assim garantir ainda mais proteção contra a doença.

E sobre a quarta dose, quase dois mil idosos com mais de 80 anos estariam aptos a serem imunizados com a última etapa da vacinação. Mas até semana passada, pouco mais de 500 deles haviam buscado a imunização. Estamos falando de um público de alto interesse, já que são os mais vulneráveis perante a doença. 

Mas o que está por trás de tamanho desinteresse? As pessoas podem, primeiramente, simplesmente achar que a pandemia acabou. Os números da doença estão muito bons, e avançam cada vez mais para um cenário ainda melhor. Isso é motivo para comemorar, no entanto, não é motivo para o descuido que estamos testemunhando.

Há também uma parcela da população que basicamente luta contra a vacina. Aceitou as duas primeiras doses, mas começa a usar um discurso de que as novas doses (terceira e quarta) servem, no discurso destas pessoas, para mostrar que as vacinas não funcionam - "caso funcionassem, não precisaríamos tantas doses", dizem.

Com uma campanha de vacinação tão facilitada e gratuita, não dá para entender - seja o discurso que for - o motivo de tamanha falta de compromisso com a própria saúde e dos demais. A imunização, além de grátis, está cada vez mais descentralizada. É possível vacinar nos postos de saúde e até mesmo na unidade móvel, que circula em bairros.

Talvez, se as doses fossem cobradas e raras, a população desse mais valor a essa importante arma que temos. Porque daqui a pouco, se uma nova onda chegar, e a maior parte das pessoas estiver desprotegida, reclamar e lamentar não será uma opção a estas pessoas. 
 





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

01

Jul
Luan de Bortoli

Concórdia é uma das melhores cidades para se viver?

Abro a coluna de hoje com esta pergunta que está no título de minha coluna de hoje: Concórdia é uma das melhores cidades para se viver no Brasil atualmente? O que você acha? Na minha visão, é, sim. Uma pesquisa da Revista Isto É mostra que o...

Leia mais

24

Jun
Luan de Bortoli

​Muito se falou e pouco se falou

O tema é espinhoso e delicado. O principal assunto da semana foi a gravidez de uma menina de 11 anos após ter sido estuprada por um homem e o impedimento de ela fazer o aborto pela Justiça. O caso aconteceu há poucos meses na grande Florianópolis e...

Leia mais

17

Jun
Luan de Bortoli

​Desvia de um para cair em outro

Toda vez, a mesma história. Parece repetição ou insistência no mesmo assunto, mas é apenas um necessário pedido de ajuda. A buraqueira em rodovias da região continua. Os relatos são quase diários de que as estradas próximas a Concórdia seguem com...

Leia mais

10

Jun
Luan de Bortoli

Você já passou fome?

O resultado do 2º Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, feito pela Rede Penssan (Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional), é chocante. 33 milhões de...

Leia mais

03

Jun
Luan de Bortoli

Trabalhamos até domingo só para pagar impostos

Que importante é a campanha Dia sem impostos, promovida em todo o Brasil ontem, quinta-feira. Em Concórdia, encabeçada pela CDL Jovem, o projeto também foi realizado. Já é a terceira vez que  o município adere à ação, que visa mostrar a alta...

Leia mais