Rádio Rural

OPINIÃO

LUAN DE BORTOLI




Falta humanidade e sobra desprezo

Sobre respeitar as diferenças em um momento que o racismo volta a ficar em alta.
Adicionado em 06/05/2022 às 08:57:26

O tema da coluna de hoje talvez se torne polêmico pela visão diferente de um fato que é apenas isso, um fato: o racismo. De um lado, vai haver quem diga que o Brasil não é um país racista e de outro, quem entende que a problemática é real. O que acontece é que nos últimos dias o número de casos (que ganham repercussão) aumentou bastante nos últimos dias.

O Brasil é um país racista. Mas, ao que parece, temos observado uma conscientização maior em relação a isso nos últimos tempos. Mas também é fato que nos últimos tempos mais casos deste tipo de preconceito ganharam notoriedade. Parece que as pessoas simplesmente tomaram maior coragem em agredir a raça do próximo.

Fatos recentes chamam a atenção. Um vereador em São Paulo foi flagrado em uma sessão com uma fala racista. No metrô, também em São Paulo, uma usuária desrespeitou uma mulher preta, dizendo que o cabelo dela poderia passar doenças. No Rio de Janeiro, uma desembargadora chamou um entregador de macaco.

Estes casos ocorreram todos nos últimos dez dias no país. Mas o racismo não é exclusividade do Brasil. Mas o país protagonizou episódios deste tipo. Em jogos recentes, torcedores de clubes de outros países, que disputavam jogos com times do Brasil, foram flagrados em atitudes racistas contra brasileiros.

Entendo que o racismo não pode ser um tema passível de discussão pró ou contra. É algo que merece respeito e ponto. Não podemos, enquanto brancos, acreditar que somos superiores por questão de cor. Se uma fala dita por nós ofender a uma pessoa preta, só ela poderá dizer que sim, ou que não. 

Não se trata de um debate político ou de uma discussão ideológica, como tem se tornado por aí. Esta é uma pauta humanitária e é neste momento que vemos que faltam, justamente, humanidade e empatia e sobra desprezo às pessoas. 

É tão simples que respeitamos e evitemos tipos de brincadeiras que podem machucar o próximo, que não entra em minha cabeça porque ainda hoje, com tanto que se fala desse tema, as pessoas instem em continuar com atos tão desprezíveis, que só mostram que estes sim são inferiores.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

01

Jul
Luan de Bortoli

Concórdia é uma das melhores cidades para se viver?

Abro a coluna de hoje com esta pergunta que está no título de minha coluna de hoje: Concórdia é uma das melhores cidades para se viver no Brasil atualmente? O que você acha? Na minha visão, é, sim. Uma pesquisa da Revista Isto É mostra que o...

Leia mais

24

Jun
Luan de Bortoli

​Muito se falou e pouco se falou

O tema é espinhoso e delicado. O principal assunto da semana foi a gravidez de uma menina de 11 anos após ter sido estuprada por um homem e o impedimento de ela fazer o aborto pela Justiça. O caso aconteceu há poucos meses na grande Florianópolis e...

Leia mais

17

Jun
Luan de Bortoli

​Desvia de um para cair em outro

Toda vez, a mesma história. Parece repetição ou insistência no mesmo assunto, mas é apenas um necessário pedido de ajuda. A buraqueira em rodovias da região continua. Os relatos são quase diários de que as estradas próximas a Concórdia seguem com...

Leia mais

10

Jun
Luan de Bortoli

Você já passou fome?

O resultado do 2º Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, feito pela Rede Penssan (Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional), é chocante. 33 milhões de...

Leia mais

03

Jun
Luan de Bortoli

Trabalhamos até domingo só para pagar impostos

Que importante é a campanha Dia sem impostos, promovida em todo o Brasil ontem, quinta-feira. Em Concórdia, encabeçada pela CDL Jovem, o projeto também foi realizado. Já é a terceira vez que  o município adere à ação, que visa mostrar a alta...

Leia mais