Rádio Rural

OPINIÃO

LUAN DE BORTOLI




Sem monotonia e mais conectado

Como a educação precisa avançar e acompanhar a evolução tecnológica
Adicionado em 13/05/2022 às 10:02:32

//// Nesta semana, o governo do Estado anunciou o repasse de mais uma remessa de novos computadores para várias escolas de Santa Catarina, entre elas, algumas de Concórdia. Os equipamentos vão compor os laboratórios de informática das instituições de ensino públicas do Estado. E isso me fez pensar.

É imprescindível, hoje, investir cada vez mais em tecnologia na educação. Não se trata de dar mais “mimos” aos alunos, ao que chamam de estudantes "nutella", em comparação a outros tempos, os tais "alunos raiz". É que os tempos mudam. E tudo precisa acompanhar a evolução constante que temos testemunhado.

O ensino regular que conhecemos sempre foi monótono. É claro que atividades excepcionais elaboradas pelos professores capacitados colaboram para uma forma do processo ensino-aprendizagem mais dinâmico. Mas o formato de sempre é aquele em que o aluno vai à sala, senta em seu lugar, e recebe o conteúdo por parte dos educadores. 

Esse modelo, não de hoje, sempre foi monótono e alvo de debates. Em nossa época, lá atrás, essa monotonia não era tão sentida pois os tempos eram diferentes e isso é um fato. Não éramos minados de informação e tecnologia. Não tínhamos acesso tão facilitado a aparelhos e à internet. Na realidade, isso praticamente não era popularizado. 

No entanto, conforme o acesso a estes equipamentos e à própria rede mundial de computadores foi sendo facilitado, nossas vidas intrinsecamente foram mudando e se adaptando a esta realidade. Enquanto nós eramos imersos a estas tecnologias, as crianças que iam nascendo já estavam inseridas neste universo.

Os próprios pais têm sua parcela de colaboração nisso. Desde muito pequenos eles são "entregues" à conexão. Os pais, cada vez mais, colocam os filhos em frente a telas. Hoje em dia não é mais raro ver crianças de 2 ou 3 anos segurando um celular, tablet ou em frente a um computador assistindo ou brincando com jogos. 

Perante este novo cenário mais conectado, exigir que os alunos estejam em um modelo antiquado de educação me parece tudo, menos razoável. É muito natural que eles se sintam inquietos e desmotivados pois estes estudantes vêm de uma nova forma criação e de construção de mundo.

Assim, é mais do que necessário que o processo de ensino-aprendizagem acompanhe isso, levando mais dinamismo, informação e tecnologia às escolas. Neste sentido, é fundamental que os governos invistam neste aspecto. Não apenas para acompanhar a evolução, mas também para lidar com um problema social que pode se tornar cada vez mais danoso: o abandono escolar. 

Em Concórdia, por exemplo, no início deste ano o Conselho Tutelar reportou que em Concórdia aumentou a infrequência escolar na rede de ensino. Claro que a causa não é apenas o modelo de ensino não conectado, mas este também pode ser um fato. Como disse, é preciso acompanhar a evolução em todos as camadas e aspectos da sociedade. 





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

27

Mai
Luan de Bortoli

Corra antes que que não haja mais tempo!

“A vida é mais do que ficar esperando. Ele não esperou. Ele foi lá, ele viveu o que queria ter vivido”. É assim que uma das amigas de Jesse Koz explica a decisão tomada anos atrás e com triste desfecho nesta semana. O ex-morador de SC e o inseparável...

Leia mais

20

Mai
Luan de Bortoli

Falta entendimento e sobra ignorância

Não quero ser repetitivo, e o assunto da coluna de hoje até seria outro bem diferente. Mas, eventualidades do jornalismo fazem isso. E diante da assustadora informação repassada pela secretária de saúde de Concórdia nesta semana, não há como ser...

Leia mais

06

Mai
Luan de Bortoli

Falta humanidade e sobra desprezo

O tema da coluna de hoje talvez se torne polêmico pela visão diferente de um fato que é apenas isso, um fato: o racismo. De um lado, vai haver quem diga que o Brasil não é um país racista e de outro, quem entende que a problemática é real. O que...

Leia mais

29

Abr
Luan de Bortoli

O ano da mentira

A coluna de hoje é, acima de tudo, um alerta para a estarmos cada vez mais atentos ao que consumimos e compartilhamos. 2022 tem tudo para ser o ano da mentira. Pelo menos, no âmbito das notícias falsas. As já conhecidas fake news, que são informações...

Leia mais

22

Abr
Luan de Bortoli

Deixar pra depois pode ser tarde demais

O que está acontecendo com a vacinação contra a covid-19 em Concórdia? Levantamentos recentes feitos pela reportagem da emissora mostra quem está caindo a procura pela imunização contra o coronavírus. Os números estão caindo semanalmente e apontam...

Leia mais