OPINIÃO


LUCAS VILLIGER




O Calçadão de Concórdia não precisa de trânsito


Tendência no mundo inteiro deve ser seguida também em Concórdia.

Adicionado em 30/06/2022 às 09:11:13

Começo meu artigo salientando que é uma Coluna de Opinião, ou seja, diferentes opiniões podem e devem surgir para o debate, sempre com respeito. Porém, vamos direto ao ponto, pois o objetivo é mostrar, através de imagens, as mudanças que estão acontecendo no mundo inteiro. Assim, Concórdia tem a oportunidade de acompanhar essa nova onda. 

Cidades ao redor do globo estão trocando as ruas e avenidas em certos pontos para transformá-las em parques naturais, calçadões, ciclovias, espaços de convivência e vias para veículos elétricos (como os VLTs). E não, isso não tem nada a ver com agendas ambientais, afinal, ninguém quer o fim dos veículos movidos a combustíveis, mas sim, mais espaços de convivência entre as pessoas. É uma agenda social focada no lazer e turismo.

No Brasil, um exemplo prático disso foi a criação do Porto Maravilha, no Rio de Janeiro. Lugar onde comportava grandes avenidas, como a falecida perimetral, foi transformado em um grande corredor para pedestres, com um lindo VLT. Aliás, o fato ainda colaborou para a diminuição da violência no local, como também acabou com pontos de consumo de drogas. O que antes era um local esquecido e temido, se transformou em um ponto turístico muito popular após as olimpíadas de 2016.

Em Concórdia não é diferente. Sim, é uma cidade menor, mas com um grande potencial. Muitos pedem o trânsito de volta no Calçadão para desafogar algumas ruas. Mas convenhamos, do jeito que está desenhado as vias no calçadão e considerando a baixa velocidade que o motorista teria que se deslocar, muito provavelmente não iria melhorar o tráfego, inclusive poderia prejudicar ainda mais. Sem contar ainda com a possibilidade de acidentes, pois como sabemos, muitas crianças brincam no local. 

Muitas pessoas que eu entrevistei, principalmente quando são de fora da cidade, rasgam elogios para a beleza do Calçadão de Concórdia. Recentemente, no podcast Microfone Aberto, entrevistei a escritora Bruna Fernanda Ovidio, de Blumenau, que enfatizou o charme do nosso calçadão, principalmente durante o pôr do sol. Tenho exemplos práticos que confirmam isso, quando minha família vem do Rio de Janeiro para me visitar, ficam encantados com esse pedaço de paz e tranquilidade em meio ao centro da cidade. 

Balneário Camboriú, que tem um trânsito bem pior que Concórdia, já pensa em substituir algumas vias por “Caminhos do Mar”. O Masterplan de revitalização da cidade contempla isso, algumas ruas transversais às avenidas serão transformadas em calçadões, conectando, assim, a cidade com a praia. Um projeto ambicioso de uma das cidades que mais cresce no setor turístico no Brasil. 

Para finalizar, vou usar fotos de lugares no mundo inteiro que trocaram as avenidas e ruas por calçadões e parques. Todo crédito das imagens vai para uma das maiores contas de geografia do Instagram, o Geopizza Podcast, que faz um trabalho incrível de valorização da arquitetura e da história de lugares de todo o planeta. Confira as fotos e depois me conta sua opinião, você prefere as ruas ou os calçadões?

Foto de abertura: Luis Longhini























SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR





VEJA TAMBÉM