Rádio Rural AM 840

OPINIÃO

PAULO GONÇALVES



Jornalista
Paulo Sérgio Gonçalves, radialista e jornalista. Formado em Letras Português/Inglês pela Unoesc/Joaçaba, Pós-graduado em Comunicação, Informação e Cultura pela UnC-Concórdia e formado em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo pela UnC-Concórdia.




Nossas atitudes são essenciais para a futura retomada das atividades

As flexibilizações dependem muito da nossa conduta pessoal.
Adicionado em 03/05/2021 às 09:19:25

Depois de um momento de altíssimo crescimento, os casos de Covid-19 tiveram uma redução neste fim de semana. A pandemia atingiu patamares assustadores. É muito triste observar que tantas pessoas (independentemente da idade) têm perdido a vida.  Cada um construiu uma história, deixou um legado. São pais, mães, avós filhos, netos, que foram levados por uma doença traiçoeira e controversa. Há situações em que pessoas com o grau severo de comorbidades conseguem sobreviver, ao passo que pessoas (aparentemente saudáveis) não conseguem superar os efeitos do vírus. Não há lógica e não há mais faixas etárias com maior nível de risco. Todos estamos expostos ao risco. 

A redução do número de casos é uma boa notícia, mas ainda muito longe de representar um alento. A curva é muito instável (pode baixar agora e pode se elevar no dia seguinte). Por isso, por mais que estejamos entediados com esse atual momento de muitas restrições, precisamos continuar nos protegendo. As vacinas estão chegando, mas ainda de forma muito lenta, portanto, as nossas ações é que realmente fazem a diferença agora.

Os decretos governamentais, que estabelecem as regras para impedir o crescimento do número de casos, mudam a todo o instante, mas o que não pode mudar é a nossa consciência. Mesmo que as restrições sejam reduzidas, os nossos cuidados precisam ser potencializados. Se isso ocorrer, com o passar dos dias, poderemos ter menos restrições e, quem sabe, algumas atividades tão prejudicadas pela pandemia, poderão ser retomadas aos poucos.  Tudo depende do nosso comportamento. 

É preciso ter a consciência que a retomada de algumas atividades não será como antes. As aglomerações precisam ser evitadas e o distanciamento social precisa ser mantido. O uso dos equipamentos de proteção contra a Covid deverão ser mantidos ainda por muito tempo, mesmo depois de recebermos a segunda dose da vacina. Se nos mantivermos atentos a esses cuidados, poderemos ter mais chances de enfrentar a pandemia, mas os riscos, mesmo assim, continuarão existindo.  Por fim, a retomada de algumas atividades não depende só dos governos. As nossas atitudes serão primordiais para esse retorno.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM

26

Abr
Paulo Gonçalves

Arrombamentos voltam a preocupar os concordienses

Os arrombamentos voltaram a tirar o sossego dos concordienses. Foram muitos neste fim de semana. Depois de uma certa "trégua" (possivelmente em função do período agressivo da pandemia),  os autores desses delitos voltaram a agir com muita...

Leia mais

19

Abr
Paulo Gonçalves

Pandemia: Para muitos, os aprendizados foram nulos

A secretária da saúde de Concórdia, Leide Mara Bender, confirmou em entrevista à Rádio Rural que alguns idosos não foram receber a segunda dose da vacina contra o coronavírus.  É incompreensível que pessoas que foram receber a primeira dose não...

Leia mais

12

Abr
Paulo Gonçalves

Alto Uruguai deverá ter quatro candidatos a deputado estadual

Moacir Sopelsa (MDB), Neodi Saretta  (PT), Edilson Massocco (PL) e Rutineia Rossi (Patriotas). Esses são os prováveis nomes para candidatos a deputado estadual pela região do Alto Uruguai Catarinense. Sopelsa, disse em entrevista à Rádio...

Leia mais

05

Abr
Paulo Gonçalves

Bastidores: Governo do Estado poderá anunciar investimentos na SC-283

Recentemente, o Governo do Estado anunciou investimentos de R$ 28 milhões na obra de duplicação da Rua Tancredo Neves. Sem dúvidas, um montante expressivo.  Agora, nos bastidores, surgem informações de que, a qualquer momento, o Governo...

Leia mais

30

Mar
Paulo Gonçalves

Uma homenagem aos Anjos da Vida

Reproduzo um texto da segunda edição da Revista da ACIC. Uma homenagem aos profissionais da saúde de Concórdia. Confira o texto na íntegra. Nesses tempos difíceis é preciso reconhecer o trabalho, a força e a perseverança de quem está lutando...

Leia mais