Rádio Rural

NOTÍCIAS


Tragédia em Chapecó

Feijó entrevista jogador que quase embarcou no avião

Ele ainda está consternado pela tragédia e agradeceu as homagens.

Por Luan de Bortoli
01/12/2016 às 12h06 | Atualizada em 02/12/2016 - 08h30

O jogador Demerson, da Chapecoense, está ainda bastante abalado com a tragédia que aconteceu com os colegas de equipe. Em entrevista ao repórter Marcos Feijó, que está em Chapecó, o jogador contou que por muito pouco não entrou no avião. Para ele, este é um dos momentos mais difíceis não só do futebol brasileiro, como também do mundo todo.

Damerson explicou que o técnico Caio Jr. não poderia contar com o zagueiro Thiego, suspenso pelo jogo contra o Palmeiras. Outros três zagueiros estavam a disposição - Demerson, Rafael Silva e Marcelo. O técnico acabou escolhendo por Marcelo. "Para mim tenho como um livramento por parte de Deus. Poderia ser eu ou o Rafa. A gente tem um alívio mas também uma tristeza", diz ele.

Ainda lamentando bastante, o zagueiro disse que a ficha ainda não caiu e que a dor vai demorar a passar. "É claro que a gente nunca vai entender as coisas. Tudo que acontece na sua vida é um plano de Deus. Tudo que a gente tem a fazer é orar pelas vítimas", diz o jogador. Ele ainda disse estar consternado com as homenagens feitas em todo o mundo e que ajudam a amenizar a dor.

O jogador ainda ficou feliz ao saber da homenagem que os concordienses fizeram na tarde desta quarta-feira, 30 de novembro, em frente à Igreja Matriz. "A gente agradece todo esse carinho que temos recebidos. Com certeza tem ido para o coração dos familiares. Tudo isso tá sendo positivo", diz. 

Ouça a entrevista logo abaixo.

Confira o áudio:






SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM