Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Coronavírus

Covid: Com faltosos, saúde de Concórdia alerta para importância da 2ª dose da vacina

Sábado será dia de aplicação da dose 2 no Parque de Exposições.

Por Luan de Bortoli
15/04/2021 às 06h09 | Atualizada em 16/04/2021 - 08h09


A forma mais eficaz de controlar o avanço da pandemia da covid-19, além das medidas como máscara, álcool em gel e distanciamento, é através da vacinação, que no Brasil caminha a passos lentos, mas está avançando aos poucos. No entanto, é só na segunda dose que a eficácia total é alcançada. Porém, até agora, pelo menos 60 pessoas deixaram de receber o complemento em Concórdia dentro do intervalo correto.

Este é o dado levantado pela Vigilância Epidemiológica de Concórdia e repassado ao jornalismo da emissora. São pessoas do grupo prioritário, que abrange idosos e profissionais da saúde, e que não ficaram atentas ao agendamento. Em nível nacional, o Ministério da Saúde informou que mais de 1,5 milhão de pessoas faltaram à segunda aplicação.

A secretária de saúde de Concórdia, Leide Mara Bender, chama a atenção para este fato. Para ela, é curioso que as pessoas procurem pela vacina mas não comparecem à segunda aplicação. Em entrevista à reportagem da emissora, a secretária disse que quem perdeu o prazo da dose 2 ainda pode se vacinar e deve comparecer no próximo sábado, dia 17, no Parque de Exposições.

“É até curioso, porque as pessoas ficam na expectativa da vacina e depois não vão fazer a segunda dose. Não adianta fazer uma dose só. Tem que fazer as duas para ficar imunizado. A orientação é fazer dentro do intervalo. Caso a pessoa não consiga ir nesse intervalo, pode ir depois. Nós vamos, no sábado, vacinar a segunda dose no Parque para pessoas que está na carteira de vacina. Mas se tem gente que já passou a segunda dose, pode se dirigir, vamos estar vacinando das 07h às 15 horas”, orienta.

Como a vacina atua no combate à evolução da doença, mas ainda não impede a transmissão do vírus, a orientação segue sendo manter os cuidados mesmo depois da imunização. “Usando máscara, álcool em gel, distanciamento social. Não é porque fez as duas doses, não vai mais contrair o vírus. Vai estar protegido, mas precisa continuar seguindo com os protocolos sanitários”.

As principais vacinas contra a covid, utilizadas na atualidade, são de uso duplicado. Ou seja, é necessário que o imunizante seja aplicado em duas etapas para alcançar o resultado desejado – cada uma dependendo do intervalo de tempo conforme apontou o estudo.

Em Concórdia, até a última quarta-feira, dia 14, no total, já haviam sido aplicadas pouco mais de 11 mil doses. Deste total, 9.376 foram doses aplicadas pela primeira vez e 2.054 são equivalentes à dose dois, o complemento necessário tanto para a Coronavac (em 28 dias), quanto para a Oxoford/AstraZeneca (em três meses).





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM