Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Coronavírus

Matriz de risco: Amauc completa quatro meses na classificação mais grave da covid

Alto Uruguai e Meio Oeste são as regiões com pior situação da doença, conforme o Estado.

Por Luan de Bortoli
08/05/2021 às 11h35 | Atualizada em 10/05/2021 - 14h41


Pela segunda semana consecutiva, a Matriz de Risco Potencial divulgada neste sábado, 08, pelo governo de Santa Catarina, aponta que apenas uma região não está na bandeira vermelha para situação da covid-19 no Estado. A Grande Florianópolis se manteve no patamar grave (cor laranja) para a transmissão da doença.

De acordo com o documento, todas as outras 15 regiões foram classificadas em nível gravíssimo (cor vermelha). Não houve alterações de classificação em relação à matriz divulgada no último final de semana. Ou seja, o Alto Uruguai completa quatro meses na pior classificação da covid no Estado (desde o início de janeiro).

Em relação à seman anteirior, houve uma mulher, e a nota caiu para 3,875, mas ainda no limite da gravidade. Pelos critérios analisados para definir a situação de cada região, a Amauc tem nota máxima (4,0) em Evento Sentinela (mortes), Monitoramento e Capacidade de atenção (internações). Em transmissibilidade, houve redução para 3,5.

Desta forma, junto com a região Meio-Oeste, o Alto Uruguai Catarinense é a região com a pior situação da doença em Santa Catarina, assim como ocorreu na semana anterior, demonstrando a continuidade da gravidade da covid nas cidades da Amauc. O novo mapa será divulgado no dia 15 de maio





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM