Rádio Rural

NOTÍCIAS


Política

​Anderson Guzzatto começa os trabalhos como presidente UVESC

Entenda como esse fato pode ajudar Concórdia e região.

Por Lucas Villiger
11/05/2021 às 09h24 | Atualizada em 12/05/2021 - 08h32


Na sexta-feira passada o vereador de Concórdia foi eleito presidente da União de Vereadores de Santa Catarina (UVESC). Nesta semana Guzzatto já inicia suas atividades como presidente da UVESC, segundo ele a felicidade da eleição já passou, agora é hora de “arregaçar as mangas” e trabalhar.

O vereador Guzzatto apresentou quais são os principais objetivos da nova chapa eleita. “Nosso principal propósito é reestruturar, fortalecer, trazer um crescimento pra UVESC que sentiu muito com a pandemia, a UVESC representa os vereadores e teve uma queda natural durante esse momento difícil que estamos passando e graças a Deus já estamos saindo”, disserta. “Mas o principal propósito é colocar a UVESC novamente nas maiores decisões do nosso estado, sentar nas principais mesas de debates, levar a voz do povo, pois nós, vereadores, somos a linha de frente da política e temos uma maior aproximação com o povo”, completa Guzzatto.

Guzzatto também explicou que Concórdia pode ser contemplada dentro desse projeto. “Com certeza irá representar muito para o nosso município, foi um dos propósitos de eu concorrer essa eleição, porque o presidente da UVESC representa a entidade dentro de lugares que eu como vereador não consigo chegar, então como presidente da UVESC portas irão se abrir”, comenta. “Um exemplo claro, hoje se eu ligar para o governador e me apresentar como vereador, não sei se seria atendido prontamente, agora como representante dos vereadores da UVESC se torna diferente”, exemplifica Guzzatto.

Os vereadores que compõem a nova chapa prometem levar as demandas dos municípios catarinenses ao governo do estado e do país. Guzzatto ainda afirma que portas irão se abrir para Concórdia e toda região para facilitar certos debates, como por exemplo SC-283 e outras rodovias que ligam a região ao restante do estado.

 





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM