Rádio Rural AM 840

NOTÍCIAS


Concórdia

Operação recolhe mais de meia tonelada de alimentos de estabelecimento de Concórdia

Ministério Público precisou intervir para o recolhimento.

Por Marcos Feijó
01/06/2021 às 06h30 | Atualizada em 02/06/2021 - 06h19

Nesta segunda-feira(31) diversos órgãos fizeram uma fiscalização em estabelecimentos de comércio de alimentos em Concórdia. Em um deles o resultado foi o recolhimento de 580 kg de produtos. Leia nota da Polícia Militar, que auxilior na operação, enviada à imprensa: 


"Trata-se de crime de descumprimento do estatuto do consumidor , enquadrado no artigo 7 inciso 9 da lei 8137/90. A polícia militar prestou auxílio na operação POA com integração do Ministério Público com Vigilância Sanitária municipal , Cidasc, Mapa, serviço de inspeção municipal. Realizado fiscalização em estabelecimentos locais sendo que no estabelecimento comercial o proprietário não colaborou com a fiscalização evitando acesso dos fiscais às câmaras frias e ao deposito . Entrado em contato com o promotor  o qual relatou acionar um chaveiro para abrir o cadeado que da acesso às câmaras e ao depósito. Acionado o chaveiro que abriu o cadeado e constatado no interior das câmeras frias vários produtos vencidos já em estado de putrefação misturado com alimentos em bom estado. No depósito fortam encontradas várias ratoeiras junto com muito lixo, alimentos no chão. Que uma das salas do depósito o chaveiro não conseguiu abrir,  disse estar trancada por fechadura magnética controlada por teclado com senha. Que após o contato do promotor com o proprietário, o mesmo resolveu abrir a porta.

Dentro da sala constatado muito fezes possivelmente de ratos e também alguns freezers com produtos vencidos, produtos no chão sem identificação de produtos para troca, quase todos com prazos de validade vencidos e armazenados no mesmo local com demais produtos próprios para consumo, que ao todo foi apreendido 580 kg de produtos de gênero alimentício de inúmeros tipos como salame , massa, queijo, etc, Que por determinação do senhor promotor  o proprietário do estabelecimento, na rua Dr Maruri, foi conduzido para a Delegacia de Polícia juntamente com os agentes da vigilância sanitária municipal."

Fonte: PM





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM