Rádio Rural

NOTÍCIAS


Coronavírus

​Concórdia aplica mais de 17 mil doses de vacinas contra a covid em julho

Percentual de vacinados com uma dose é de quase 50%, e totalmente imunizados, 24%.

Por Luan de Bortoli
03/08/2021 às 06h11 | Atualizada em 04/08/2021 - 08h26


Mesmo sem o aumento aguardado no envio de doses de vacinas contra a covid-19 pelo Ministério da Saúde, Concórdia observou um significativo aumento na aplicação total dos imunizantes no mês de julho. O município aplicou 17.392 doses, 54% a mais do que as cerca de 11.200 administradas em junho. Isso envolve primeira e segunda aplicações, além da dose única.

Conforme levantamento, Concórdia terminou julho com 37.160 pessoas imunizadas com a primeira dose desde janeiro, o que representa 49,4% da população total, que é de 75.167, conforme estimativa populacional do IBGE. O avanço percentual, em relação a junho, foi de 12%, abaixo dos 13% de crescimento entre maio e junho.

Mas isso tem uma explicação. A aplicação da primeira da dose teve aumento tímido, enquanto que da segunda dose teve uma alta considerável. Em julho, 8.778 pessoas receberam a primeira dose, abaixo dos dez mil de junho. Em compensação, 8.614 pessoas receberam o complemento vacinal, contra apenas 1.146 em junho, ou seja, um aumento de 7 vezes.

Com isso, o percentual de população totalmente imunizada também teve um salto significativo no município, dobrando em relação a junho. Pelo menos 18.251 concordienses já estão completamente imunizadas, o que perfaz um percentual de 24,2% - neste cálculo, entram 15.846 doses 2 mais 2.405 doses únicas da Janssen.

Ainda que a quantidade total de imunizantes repassados pelo Governo Federal tenha sido menor em julho do que em junho, Concórdia recebeu aproximadamente 18 mil doses de vacinas contra a covid, acima dos 10.500 em junho. No entanto, uma grande parte dos imunizantes recebidos foi para segunda dose, algo que se torna habitual a partir de agora.

Ainda conforme dados levantados, Concórdia aplicou em média cerca de 561 doses por dia em julho. Percentualmente, em relação à primeira dose apenas, Concórdia está a frente de cidades como Xanxerê, Joinville, Chapecó e Blumenau. No entanto, aparece atrás de outras, como Florianópolis, e de outros municípios do Alto Uruguai Catarinense, como Peritiba, Piratuba e Seara. Este levantamento foi feito pela reportagem e levou em conta dados divulgados pela prefeitura.

Já em relação à população adulta, estimada em 59.091 pessoas, Concórdia imunizou 59% dos moradores com mais de 18 anos, que formam o público-alvo total do momento. Portanto, contabilizando a primeira dose e a dose única, resta imunizar pouco menos de 20 mil pessoas para atingir todos os adultos.

Por divisão em grupos, a população prioritária que envolve trabalhadores da saúde, idosos institucionalizados, segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional, professores, moradores de rua, doentes crônicos, gestantes, puérperas, lactantes, deficientes, motoristas, trabalhadores da limpeza, privados de liberdade e trabalhadores da indústria, atingiu 11.052 pessoas. Já por faixa etária, acima de 35 até acima de 90 anos, foram 26.108.

A expectativa para agosto é uma aceleração ainda maior na vacinação. O governo federal promete repassar mais de 63 milhões de doses, 23 milhões a mais do que o enviado em julho. Essa quantidade é para a aplicação da primeira e segunda dose. Com isso, uma estimativa indica que Concórdia pode terminar agosto com mais de 65% de imunizados com uma dose.

Vacinados com uma dose por grupo:

Trabalhadores da saúde: 2.332

Idosos institucionalizados: 59

Segurança e salvamento: 219

Funcionários do sistema prisional: 19

Professores: 2.064

Moradores de rua: 5

Doentes crônicos: 3.040

Gestantes, puérperas, lactantes: 587

Deficientes: 305

Transportadores: 1.038

Trabalhadores da limpeza: 46

Privados de liberdade: 221

Trabalhadores da indústria: 1.117

Acima de 80 anos: 1.711

Acima de 70 anos: 4.163

Acima de 60 anos: 7.368

Acima de 50 anos: 5.928

Acima de 40 anos: 5.712

Acima de 35 anos: 1.226





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM