Rádio Rural

NOTÍCIAS


Saúde

HSF busca outros investimentos e o credenciamento da cardiologia

Hospital também se tornou habilitado para aplicação de medicamento da Ame em todo o Oeste.

Por Luan de Bortoli
10/08/2021 às 06h20 | Atualizada em 10/08/2021 - 07h56


O Hospital São Francisco inaugurou há dez dias o moderno e aguardado serviço de oncologia para realizar importantes tratamentos de quem é acometido pelo Câncer. Mas a unidade de saúde de Concórdia espera por mais investimentos em serviços como este e ainda tem um foco especial dedicado a conseguir o credenciamento da cardiologia ao Sistema Único de Saúde.

A informação é do próprio diretor do Hospital São Francisco, Claudemir Andrighi. Em entrevista à reportagem da emissora, ele disse que a instituição em constante busca por investimentos em serviços desta natureza. Um deles é a alta complexidade de cirurgias bariátricas. Atualmente, o serviço mais próximo de Concórdia é em Lages. Assim, atenderia a várias cidades da região.

“É uma demanda bem grande, é de interesse do estado. Já demos o ponta pé inicial e fizemos um ofício. Também já estamos habilitados para atender o AME, a aplicação do Spinraza, para as crianças com Atrofia Muscular de todo o oeste, meio-oeste e extremo oeste. E também estamos buscando a gestação de alto risco. Faltava apenas o serviço de aleitamento materno, que inauguramos há poucas semanas. Temos buscados serviços novos para transformar Concórdia autossuficiente em saúde”.

Desejo antigo, outro objetivo a médio prazo é conquistar o aguardado credenciamento do serviço de cardiologia ao SUS. O procedimento para isso já está em andamento. “Cardiologia é um sonho para Concórdia. Temos um serviço maravilhoso, referenciado. Mas ainda está nas mãos de técnicos para análise. Estamos a cada mês tentando conversar o Estado e o Ministério da Saúde para que nos habilite. Já foram mais de 1.400 procedimentos realizados em Concórdia”.

Sobre o serviço de oncologia, que já está em operação, ele conta com uma equipe formada por aproximadamente 25 profissionais. Assim, a estrutura poderá atender da melhor forma a todos os pacientes de Concórdia e região que necessitam de tratamentos relacionados à doença, especialmente a quimioterapia. A médica responsável técnica pelo serviço é Morgana Chmiel.

O serviço tem médica oncologista, um médico hematologista, um cirurgião oncológico, os demais cirurgiões da área oncologista, um proctologista, serviço de nutrição, farmácia, enfermeiras especializadas e técnicos de enfermagem. A médica responsável disse, em entrevista, que o serviço vai poder realizar todas as atividades inerentes ao tratamento.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM