Rádio Rural

NOTÍCIAS


Caminhoneiros

Mobilização de caminhoneiros deve seguir até o início da noite em Concórdia

Movimento ocorre em pelo menos dez estados.

Por Marcos Feijó
09/09/2021 às 09h06 | Atualizada em 09/09/2021 - 16h16


Começou pouco depois das 09 horas da manhã desta quinta-feira, dia 09, a mobilização da classe de caminhoneiros na BR-153, Concórdia. Os motoristas estão concentrados na região do KM 100 e colocam alguns sinalizadores, como cones, na rodovia, convidando mais caminhoneiros a se juntar ao movimento. 

Os veículos estão parando às margens da rodovia. De acordo com um dos organizadores, Luzardo Garcia, somente param os veículos de carga. Os demais, como ônibus, carros, de saúde, caminhões de oxigênio, têm autorização para passar. O protesto deve ir até as 20 horas desta quinta, mas continua na sexta-feira, podendo ir até sábado. 

"Hoje, nossa pauta é pelo Brasil, pelas coisas andarem diferente, deixar um país melhor para nossos filhos. Temos esse anseio de mudança. Quem é cidadão de bem sabe que as coisas estão caminhando para um rumo que não é bom. A gente, como transportador, tem N problemas, mas não é essa pauta, é pelo âmbito nacional, nossa bandeira. Convido quem tiver esse espírito, que abrace nossa causa", disse ele.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), posto de Concórdia, esteve no local por volta das 10 horas, conversando com os participantes do protesto e orientando sobre as principais recomendações para que a mobilização tenha sequência. 

Em Concórdia, movimento começou a ser organizado no dia anterior, quarta-feira, dia 09, nas redes sociais. Já há pontos de bloqueio em diversas rodovias de Santa Catarina, pelo terceiro dia seguido, com interrupções em várias rodovias estaduais e federais. A mobilização ocorre ainda em pelo menos dez outros estados.

 


Governo instala Centro de Operações

O Governo de Santa Catarina informou que instalou, na noite desta quarta-feira, 8, um Centro de Controle e Operações para planejar e executar ações visando a manutenção dos serviços essenciais face à existência de bloqueios em rodovias. A prioridade é manter os serviços de saúde pública, já negativamente afetados pelas manifestações. 

O Centro de Controle e Operações atuará em diversas frentes para minimizar os impactos à população, inclusive na fiscalização de preços, para evitar majoração indevida, sobretudo nos supermercados e postos de combustíveis.
Em nota, o Governo do Estado disse que respeita o direito à livre manifestação do pensamento, mas alerta quanto aos riscos e prejuízos a toda a população quando exercido por meio de ações extremas e às custas de outros direitos fundamentais dos cidadãos.


Moisés decreta prioridade para ambulâncias e vacinas nos postos de combustível

O Governo do Estado vai emitir um decreto ainda nesta manhã para que veículos da área da saúde, como ambulâncias, transporte de oxigênio e vacinas, tenham prioridade para abastecer nos postos de combustível em Santa Catarina. O objetivo é evitar que pacientes fiquem sem atendimento. A gota d´água, para o governador Carlos Moisés, foi saber que as ações de saúde do Estado estão sendo comprometidas pelas dificuldades de acesso. 

O desabastecimento causado pela paralisação de apoiadores de caminhoneiros bolsonaristas já causa atrasos no envio de vacinas aos municípios nesta manhã. Doses da Pfizer chegaram na quarta-feira (9) à noite, direcionadas especialmente à imunização de adolescentes. 

O secretário de Estado da Saúde, André Mota Ribeiro, afirmou nas redes sociais que há risco real de as atividades de saúde pararem por desabastecimento, e informou que a pasta está sob contingenciamento. 

Veja os pontos interditados (até 11 horas desta quinta):

BR-101: ​
Bloqueio parcial em Joinville, no km 25

BR-280:​
Bloqueio parcial em Guaramirim, no km 55
Bloqueio em São Bento do Sul, no km 121 
Bloqueio em Canoinhas, no km 230

BR-116: ​
Bloqueio parcial na cidade de Mafra, na altura do km 7

SC-407: ​
Bloqueio parcial em Antônio Carlos (não foi divulgado o km)






SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM