Rádio Rural

NOTÍCIAS


Caminhoneiros

Possível paralisação dos caminhoneiros não deve atingir a região de Concórdia

Preço do diesel, que voltou a aumentar nesta semana, é uma das pautas.

Por Luan de Bortoli
26/10/2021 às 06h20 | Atualizada em 26/10/2021 - 08h02


Com frequentes aumentos no preço dos combustíveis, especialmente no valor do óleo diesel, os caminhoneiros, que são os mais afetados, não descartam realizar uma nova mobilização nacional como forma de protesto. Esse movimento, porém, não deve chegar à região inicialmente. A ideia é realizar a mobilização em todo o país a partir do dia 1º de novembro.

A reportagem da emissora conversou neste início de semana com um representante da classe de caminhoneiros da região de Concórdia, que disse que até o momento não há nenhum movimento para que este protesto ocorra nas estradas da região. No entanto, este é um quadro que pode, eventualmente, sofrer mudanças até o início da próxima semana, uma vez que o preço do diesel voltou a aumentar nesta terça – quase 30 centavos por litro.

Os motoristas exigem cumprimento do frete mínimo e nova política de preços para os combustíveis, que nunca estiveram tão caros no Brasil. A definição ocorreu após uma assembleia de motoristas organizada por três entidades representativas no Rio de Janeiro, incluindo participantes que lideraram a greve de 2018. A categoria pede que o governo atenda suas reivindicações, que incluem melhores condições de trabalho nos próximos dias para não iniciar uma paralisação.

Em setembro deste ano, a classe realizou uma mobilização nacional, e chegou à região. Houve protesto em Concórdia e em Irani, na BR-153. Por aqui, porém, o movimento durou apenas um dia e não teve grande adesão. Anualmente, os caminhoneiros têm realizado protestos para reivindicar melhorias.

Desde setembro, a CNTTL (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL), o CNTRC (Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas) e a Abrava (Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores ) promoveram encontros nacionais para definir uma pauta única dos motoristas para esta nova mobilização.
 
Quer receber nossas notícias em primeira mão? Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp clicando aqui e receba as principais matérias do dia para ficar sempre bem informado com os acontecimentos da cidade e região. Te convidamos também para nos seguir no Instagram através do @radioruralconcordia e acompanhar os bastidores da Rádio, com conteúdos exclusivos de vídeos e imagens.





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM