Rádio Rural

NOTÍCIAS


Estado

Rodovias da região de Concórdia estão entre as prioridades de 2022 para o governo de SC

BRs 153 e 282 e SC-283 devem receber atenção especial no próximo ano.

Por Luan de Bortoli
08/12/2021 às 06h17 | Atualizada em 08/12/2021 - 08h33


A indústria de Santa Catarina elencou 12 obras e ações como prioridade na área da infraestrutura para o Estado em 2022. Os investimentos cobrados pelo setor para o próximo ano chegam a R$ 1,6 bilhão, na soma do governo federal com o estadual. As prioridades para SC foram definidas na Agenda Estratégica da Indústria para Infraestrutura de Transporte e a Logística Catarinense, lançada nesta segunda-feira (6), em Florianópolis.

Na lista, idealizada a partir de uma coordenação da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), aparecem as rodovias federais BR-153, que passa por Concórdia e já recebe melhoras paliativas, e BR-282, que passa pela região, além da estadual SC-283, antigo pedido para ser revitalizada, obra que está perto de sair do papel.

O documento apresentado nesta segunda prevê que o Estado tem demanda por R$ 18,5 bilhões de investimentos em infraestrutura até 2025. O valor total soma ações de responsabilidade do governo federal, estadual, municípios e também da iniciativa privada, com possíveis parcerias e concessões.

As rodovias devem responder pela maior necessidade de investimento, com R$ 14,4 bilhões. São ações como a sequência da duplicação da BR-470 e melhorias como marginais e acessos no trecho Norte da BR-101, na região de Itajaí e Balneário Camboriú.

Além disso, porém, o setor industrial também cobra investimentos para escoamento de produção em outros modais de transporte, como o ferroviário (R$ 928,7 milhões), aeroviário (R$ 1,28 bilhão), dutoviário (R$ 400 milhões) e aquaviário (R$ 1,5 bilhão).

Entre essas prioridades estão obras de responsabilidade federal, como a duplicação das rodovias BR-470 e BR-280, a adequação de capacidade da BR-163 e BR-282, e melhorias na BR-285, além de intervenções na estrutura de dois portos.

Já entre as ações de atribuição estadual estão basicamente a manutenção de rodovias, a garantia dos recursos repassados à União para as rodovias federais, e obras do programa Novos Rumos, que prevê revitalizações com melhorias em pelo menos nove SCs.

Como planejamento de mais longo prazo, a agenda da indústria de SC traz também obras e projetos considerados fundamentais para alcançar uma infraestrutura que permita ao setor continuar sendo produtivo. São esses investimentos para o período de quatro anos que somam R$ 18,5 bilhões. A maior parte desse valor ficaria sob responsabilidade do governo federal (R$ 5,6 bilhões) e da iniciativa privada (R$ 8,7 bilhões).

Um dos pontos de destaque do planejamento de longo prazo são as ferrovias, consideradas importantes para o transporte de insumos e também de cargas com valor agregado de indústrias catarinenses. A entidade das indústrias defende o chamado Complexo Ferroviário Catarinense. Ele contempla a ligação Leste-Oeste, importante para indústrias de várias regiões, como o Oeste, acessarem os portos de SC, e também a Ferrovia Litorânea, que poderia interligar os complexos portuários.

Veja a lista de obras prioritárias para SC em 2022

Obras e investimentos federais

BR-163: Continuidade das obras de adequação da capacidade.
Valor: R$ 56,8 milhões.

BR-470: Continuidade das obras de duplicação.
Valor: R$ 250 milhões.

BR-280: Continuidade das obras de duplicação.
Valor: R$ 225 milhões.

BR-282: Obras de adequação da capacidade entre Chapecó e São Miguel do Oeste.
Valor: R$ 26,4 milhões.

BR-285: Continuidade das obras de implantação e pavimentação.
Valor: R$ 36 milhões.

Conservação, restauração e manutenção das rodovias federais (Crema): BRs 470, 280, 282, 153, 158, 163, 480.
Valor: R$ 400 milhões.

Bacia de Evolução e Canal de Acesso Complexo Portuário Rio Itajaí
Valor: R$ 62,5 milhões.

Aprofundamento do Canal Externo Complexo Portuário Baía da Babitonga
Valor: R$ 70 milhões.

Valor total estimado de obras federais: R$ 1,1 bilhão

Obras e investimentos estaduais

Conservação preventiva e rotineira das rodovias estaduais.
Valor: R$ 200 milhões (valor mínimo de R$ 120 milhões/ano)

Investimentos do programa Novos Rumos: SCs 110, 108 (Norte e Sul), 120, 135, 283, 290, 350, 416 e 417.
Valor: a definir

Garantir os investimentos nas rodovias federais (BRs 470, 280, 163 e 285).
Valor: R$ 465 milhões.

Valor total estimado de obras estaduais: R$ 585 milhões/ano

Investimentos da iniciativa privada

Concessão da BR-101 Norte: garantir os Investimentos para a Travessia de Navegantes, Itajaí e Balneário Camboriú.
Valor: R$ 430 milhões.
 
Quer receber nossas notícias em primeira mão? Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp clicando aqui e receba as principais matérias do dia para ficar sempre bem informado com os acontecimentos da cidade e região. Te convidamos também para nos seguir no Instagram através do @radioruralconcordia e acompanhar os bastidores da Rádio, com conteúdos exclusivos de vídeos e imagens.

Fonte: NSC Total





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM