NOTÍCIAS



Coronavírus

​Maioria dos casos de Covid em Concórdia já é da cepa Ômicron


Casos são leves, mas não vacinados podem ter evolução para pneumonia.

13/01/2022 às 08h44 | Atualizada em 14/01/2022 - 07h39
Compartilhar


O Visão Geral da Rural 93.7 desta quinta-feira(13) entrevistou o médica infectologista do Hospital São Francisco, Clarissa Guedes. Há uma explosão em todo o país de casos de Covid. “Não são pacientes graves, ao contrário, são leves. Infecta muito mais, mas não tem sido grave”, comentou a profissional confirmando que a maioria dos casos em Concórdia já é da cepa Ômicron. “Com certeza a maioria é Ômicron, mas os casos leves que chegam não estamos fazendo a diferenciação. A gente já sabe que tomou conta, que predomina”, informa.

A médica confirma que são muitospacientes chagando no pronto atendimento do hospital e nos postos de saúde, mas sem internação. “Boa parte destes pacientes não foi vacinada, e nesta situação, da não imunização, aí sim pode evoluir para uma pneumonia”, alerta, reforçando que os sintomas da Ômicron são mais precoces que as cepas anteriores com obstrução nasal, coriza, tosse seca, dor de garganta e febre. “Os sintomas da Covid 19 e da Ômicron se confundem”, explica Clarissa Guedes.

Concórdia também tem casos da variante influenza H3n2, bem como a junção Covid/influenza chamada de Flurona.
 
Quer receber nossas notícias em primeira mão? Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp clicando aqui e receba as principais matérias do dia para ficar sempre bem informado com os acontecimentos da cidade e região. Te convidamos também para nos seguir no Instagram através do @radioruralconcordia e acompanhar os bastidores da Rádio, com conteúdos exclusivos de vídeos e imagens.

 




SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM