NOTÍCIAS



Saúde

Concórdia termina 2021 com alta de 31% nos focos e 780% nos casos de dengue


Números bateram recordes históricos.

Por Luan de Bortoli
14/01/2022 às 06h14 | Atualizada em 14/01/2022 - 08h44
Compartilhar


O ano de 2021 terminou com recordes nos indicadores relacionados ao mosquito Aedes aegypti, que transmite doenças como dengue, chikungunya e zika vírus. Concórdia nunca teve números tão altos de focos e de pessoas diagnosticadas com a doença. Foram localizados em doze meses 1.658 vetores do inseto e confirmadas 44 pessoas com dengue.

O número de focos do mosquito só não foi menor porque houve uma desaceleração no segundo semestre do ano, impactado também pela pouca chuva registrada em Concórdia. Ainda assim, o município teve um aumento de 35% no número dos vetores em comparação com 2020, quando foram encontrados 1.225 focos em Concórdia.

Somente no mês de dezembro, o município registrou 126 focos do inseto, contra 286 vetores em dezembro de 2020. Ou seja, estes indicadores comprovam que houve uma desaceleração na aparição dos novos vetores do Aedes aegypti na reta final do ano anterior. Mesma situação foi registrada em novembro. O mês com mais focos foi janeiro, com 448, e julho teve o menor número, apenas um.

Quanto ao número de pacientes com dengue, dezembro teve dois novos diagnósticos. Assim, Concórdia fechou 2021 com 44 pessoas diagnosticadas com a doença. Conforme a equipe do Programa de Combate à Dengue de Concórdia, não há casos suspeitos da doença no momento. Entre estes 44 pacientes, estão 25 homens e 19 mulheres.

Quase todos os casos são autóctones, ou seja, contraídos dentro de Concórdia. Apenas cinco pacientes contraíram a doença em outras cidades. Todos os casos são considerados leves. Os pacientes estão em bairros como Natureza, Poente do Sol, Fragosos, Jardim Ângela, Nazaré, Industriários, Frei Lency, Centro, Bussolaro, Imperial, Salete, Floresta, Portinari, Santa Cruz, Imigrantes, Petrópolis, Catarina Fontana e Linha Pinhal, entre outros.

Concórdia está em alerta desde o início do ano passado para a possibilidade de ocorrência de uma epidemia de dengue pela grande quantidade de focos presentes, conforme a equipe da vigilância epidemiológica. Concórdia é considerada infestada pelo mosquito desde 2019 e, pelo menos, 11 bairros também estão com essa classificação.
 
Quer receber nossas notícias em primeira mão? Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp clicando aqui e receba as principais matérias do dia para ficar sempre bem informado com os acontecimentos da cidade e região. Te convidamos também para nos seguir no Instagram através do @radioruralconcordia e acompanhar os bastidores da Rádio, com conteúdos exclusivos de vídeos e imagens.




SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM