Rádio Rural

NOTÍCIAS


Polícia

Polícia Civil de Concórdia conclui inquérito de tentativa de homicídio em Rui Barbosa

Três indicados em ações com dolo.

Por Marcos Feijó
14/01/2022 às 13h38 | Atualizada em 15/01/2022 - 07h21


A Polícia Civil de Concórdia, através da DIC/Fron, concluiu investigação e encaminhou ao Poder Judiciário o inquérito policial referente aos crimes de homicídios dolosos na forma tentada, ocorridos nos dias 22/12/2021 e 4/1/2022, ambos no interior do município de Concórdia(Rui Barbosa), além dos crimes de porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. No dia 5/1/2021, os investigados D(30 anos) e E(33 anos) foram presos em flagrante pela prática dos crimes previstos no artigo 121, c/c artigo 14, inciso II, do Código Penal, e no artigo 14 da Lei nº 10.826/2003. No dia 6/1/2022, o investigado M(58 anos) foi preso temporariamente por figurar como mandante dos crimes homicídios dolosos na forma tentada, ocorridos nos dias 22/12/2021 e 4/1/2022.

Durante o transcorrer do Inquérito a Polícia Civil angariou elementos de informação demonstrando que M havia contratado E para matar a vítima, porém nas duas ocasiões ocorrera a chamada “tentativa branca”, uma vez que o ofendido não fora atingido por nenhum dos disparos realizados contra ele. Além disso, constatou-se que M havia adquirido e fornecido dois revólveres para E utilizar nos crimes.

Diante disso, os investigados foram indiciados pela prática dos seguintes crimes:
M: dois homicídios dolosos na forma tentada (artigo 121, § 2º, inciso IV, c/c artigo 14, inciso II, c/c artigo 29, caput, c/c artigo 62, inciso IV, todos do Código Penal) e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido (artigo 14 da Lei nº 10.826/2003).

E: dois homicídios dolosos na forma tentada (artigo 121, § 2º, incisos I e IV, c/c artigo 14, inciso II, c/c artigo 29, caput, todos do Código Penal) e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido (artigo 14 da Lei nº 10.826/2003).

D: homicídio doloso na forma tentada (artigo 121, § 2º, incisos I e IV, c/c artigo 14, inciso II, c/c artigo 29, caput, todos do Código Penal) e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido (artigo 14 da Lei nº 10.826/2003).

Ao final do Inquérito, o Delegado de Polícia Civil representou pela conversão da prisão temporária do indiciado M em prisão preventiva, assim como pela manutenção da prisão preventiva dos indiciados E e D sendo que todos permanecem recolhidos no Presídio Regional de Concórdia.

(NOTA DA POLÍCIA CIVIL À IMPRENSA)
 
Quer receber nossas notícias em primeira mão? Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp clicando aqui e receba as principais matérias do dia para ficar sempre bem informado com os acontecimentos da cidade e região. Te convidamos também para nos seguir no Instagram através do @radioruralconcordia e acompanhar os bastidores da Rádio, com conteúdos exclusivos de vídeos e imagens.

Fonte: POLÍCIA CIVIL





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM