Rádio Rural

NOTÍCIAS


Saúde

Uso de máscara volta a ser recomendado em SC com nova onda da Covid

O Uso dever ser feito inclusive em locais abertos

Por Serginho Priman
22/01/2022 às 06h31


Uma nota de alerta, produzida pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC) nesta sexta-feira (21), recomenda o uso universal de máscaras como medida de proteção diante ao aumento dos casos da Ômicron e das síndromes respiratórias. O documento vale, inclusive, para o uso do equipamento de proteção em ambientes abertos, como parques e praças. Ômicron pelo Estado, o crescimento no número de casos de ativos, o aumento de circulação de pessoas durante a temporada e a superlotação das unidades de saúde catarinenses devido a procura de pacientes com sintomas gripais.  Segundo a Dive, o uso universal de máscaras é exigido em todos os momentos, menos durante a alimentação, "que deve ser realizada em ambiente ventilado e respeitando um distancimento mínimo de 1,0 m". 

"Existem inúmeras evidências sobre a efetividade do uso universal de máscaras, que em conjunto com as demais medidas de prevenção e proteção como higiene das mãos, distanciamento físico, manutenção de ambientes ventilados, evitar aglomerações, além da vacinação, são de fundamental importância para reduzir a transmissão da doença", diz o documento. 

Por fim, a recomendação também reforça a Lei Federal nº 14.019, de julho de 2020, que torna obrigatória o uso de máscaras para a circulação em espaços públicos e privados acessíveis ao público. A medida vale, inclusive, para espaços ao ar livre como vias públicas, praças, parques e similares - o que contrasta com o decreto de novembro de 2021 do Governo de Santa Catarina, que libera o uso de máscaras em ambientes abertos. ​ Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que o alerta da Dive discorre como uma recomendação pelo uso de máscara. Por conta disso, não altera as legislações vigentes em Santa Catarina. 

Ainda de acordo com o documento, a estimativa é que o Estado tenha um novo crescimento no número de casos nos próximos dez dias, chegando a 80 mil confirmações. Os números fazem parte do Boletim Epidemiológico divulgado no último dia 17 de janeiro. 

Fonte: NSC total





SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM