Rádio Rural

NOTÍCIAS


Agropecuária

Sindicato se manifesta sobre aumento dos preços do leite nos supermercados

Órgão atribui a alta à queda na produção

Por Luan de Bortoli
24/04/2022 às 06h18 | Atualizada em 25/04/2022 - 14h09


O Sindileite (Sindicato da Indústria de Laticínios de Santa Catarina) divulgou nota sobre o aumento do preço do leite no mercado varejista. O órgão atribui a alta à queda na produção e não faz qualquer menção à questão tributária, relativa à polêmica matéria que está sendo discutida na Alesc (Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina).

Confira a nota:

“O preço do leite ao consumidor subiu, e cresceram também informações desencontradas e incompatíveis com a realidade. Dessa forma é nosso dever levar ao conhecimento público o que de fato impactou para que os preços chegassem ao patamar atual. O setor produtivo do Sul do Brasil foi castigado por duas secas severas nos últimos anos, que provocaram efeitos indesejáveis para a produção, inviabilizando muitas propriedades leiteiras em SC e em outros estados da região Sul.    

Os custos de produção no campo e na indústria, subiram demais em função da seca, dos efeitos da pandemia e seguindo o processo inflacionário brasileiro e mundial, comprometendo a produção e também gerando prejuízos para todo o setor.

Com tudo isso a oferta de leite do campo reduziu muito, o preço da matéria prima subiu. Segundo o IBGE, a produção de leite em 2021 caiu 2% no Brasil, e nos últimos dois trimestres de 2021, apresentou queda próximo a 5%, reduzindo muito a disponibilidade per capita.

Vale ressaltar que estamos vivendo a entressafra no Sul do Brasil, e também redução de volume ofertado no Sudeste e Centro Oeste, regiões que mais produzem leite no país.

Os preços do leite UHT já vinham subindo em todo Brasil desde o início de março, e em abril especificamente em SC, com o início da vigência da nova Lei (18.319/2021), em razão do veto do executivo, gerou novo aumento na casa de R$ 0,2500 para cada litro de leite.

Quando existe um desequilíbrio entre oferta e demanda os preços sobem, isso é a lei de mercado, tanto é verdade que os preços do leite subiram no Brasil todo, e não só em SC.

Quando há desequilíbrio na produção por qualquer motivo, seja ele de origem climática, de custos ou por desequilíbrio tributário, a produção cai, e os preços no mercado tendem a ser maiores. A normalidade volta quando a oferta e demanda se equilibrarem, e também quando a atividade volte a ser atrativa ao produtor.

Sindicato das Indústrias de Laticínios do Estado de Santa Catarina- SINDILEITE -SC.”

Fonte: NDMais





02 COMENTÁRIOS - Deixe também o seu Comentário



LEÃO MARCOS AMPESSAN comentou em 24/04/2022 as 08:37:50
Embora a comunicação do sindicado seja plausível, em nosso querido Brasil os preços aumentam sempre: uma hora é a falta do produto, outra hora é o excesso do produto, outra hora ele está sendo exportado, outra hora são os impostos... resumindo: quem paga a conta é sempre a gente o zé povinho que só tem "valor" (falso é claro), nas campanhas eleitorais. Infelizmente sempre foi assim e no meu modesto olhar, sempre será.



Davi Marcos comentou em 26/04/2022 as 08:00:48
em partes está certo, mas lembro que algum tempo atrás em torno de 1 ano, o preço do leite no varejo estava em torno de R$ 1,50 acima do preço pago ao produtor, porque agora o produtor ganha em torno de R$ 2,30 e nos mercados pagamos R$ 5,50 ?agora o governo está aumentando o ICMS de 7% para 17% , porque ninguém fala em reduzir os ganhos gigantescos dos politicos e com isso reduzir os impostos? é uma vergonha, quando aperta pro lado dos politicos, eles se aumentam os beneficios e o povo que paga




VEJA TAMBÉM