NOTÍCIAS



Agropecuária

​Após dois anos de dificuldades, produção de leite reduz consideravelmente


De acordo com especialista, muitos produtores desistiram da atividade leiteira.

Por Lucas Villiger
04/07/2022 às 10h43
Compartilhar


De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), o preço do leite no campo acumula aumento de 15%, desde janeiro. O levantamento mostra que, em Minas Gerais, por exemplo, o preço médio mensal do leite spot subiu 9% de março para abril, em termos reais, chegando a R$ 3,02/litro no último mês.

O gerente de fomento de Leite da Copérdia, Flávio Durante, comenta sobre as dificuldades que o produtor está enfrentando. “Nos dois últimos anos, o produtor de leite passou por uma fase de extrema dificuldade em função das estiagens que ocorreram na região sul e tiveram dificuldade de produzir volumoso, como também teve dificuldade de ter água em qualidade para fornecer para os animais e isso fez com que a produção também reduzisse”, explica.

Flávio Durante também comenta dos fatores que contribuíram para o aumento do custo de produção. “Nesse período em que ocorreram as estiagens na região, o custo de produção subiu bastante, desde os grãos aos medicamentos, os insumos para lavoura, energia elétrica, óleo diesel, todos esses insumos subiram e o preço pago ao produtor não subia, então o produtor vinha trabalhando numa fase de extrema dificuldade referente às condições climáticas e numa fase de extrema dificuldade em virtude do custo de produção elevado e do preço do leite baixo isso fez com que muitos produtores desistissem da atividade leiteira”, pontua Flávio.

De acordo com os especialistas, esse momento é de menor é oferta de leite no mercado, mas em virtude de um cenário que vinha de lá atrás, onde os produtores tinham dificuldade de ter estabilidade.
 
Quer receber nossas notícias em primeira mão? Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp clicando aqui e receba as principais matérias do dia para ficar sempre bem informado com os acontecimentos da cidade e região. Te convidamos também para nos seguir no Instagram através do @radioruralconcordia e acompanhar os bastidores da Rádio, com conteúdos exclusivos de vídeos e imagens.


Fonte: Com informações da Istoé Dinheiro




SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM